Aelle ap Lloegyr, Sessão 4.

Essa é a visão da personagem Aelle ap Lloegyr com relação as sessão 4 da campanha “O Ressurgimento do Eterno”.

Uma versão mais bárbara do Aelle.

Aquela foi uma noite difícil de dormir. Não querendo me gabar, mas poucas coisas no mundo me dão medo, aquele ser foi uma excessão. Porém, eu estava fatigado, então quando já estava amanhecendo, consegui dormir profundamente.
Ao acordar, me senti revigorado, meu medo se fundiu a vontade de lutar, pois é lutando que um guerreiro dispersa seus medos, ou ele luta ou ele morre, a vida fica simples, não há medo, misericórdia e outros sentimentos que enfraquecem o homem. Existe apenas a paixão, a fúria e o calor da batalha, esses sim são sentimentos que só tendem a fortalecer, mas não havia batalha a travar naquele momento, então esperei.
Enquanto pensava em tudo o que havia acontecido no dia anterior – pois as memorias da batalha ainda estavam turvas – eis que o anão desperta. Meus instintos me diziam que ele merecia acordar, afinal, os deuses da guerra sempre favorecem aqueles que batalham bem e o anão no dia anterior havia lutado como um verdadeiro bárbaro, tomando a frente da batalha intrepidamente,  enfim, lá estava ele, de olhos abertos. Ali meus medos se esvaíram e pela primeira vez, fiquei realmente feliz desde que saí de Pergyr, então acordei o padre para que este pudesse cuidar do anão recém revivido. Continuar lendo

Anúncios

Forgotten Realms – As Dez Cidades do Norte

As Dez Cidades do Vale do Vento Gélido

Material não oficial de campanha para Forgotten Realms e D&D 4.0

 

As Dez Cidades foram uma confederação de aldeias de pescadores localizadas em Vale do Vento Gélido , limitado individualmente pelo lagos Lac Dinneshere , Dualdon Maer e Redwaters , e da montanha Cairn Kelvin .

Continuar lendo

Alinhamentos do D&D (até o 3.5)

Alinhamentos e Tendências

No universo de Dungeons & Dragons, bem e mal não são conceitos abstratos. São forças em combate por todos os planos de existência. Até os deuses são seus títeres.  Em uma outra esfera inferior, os lordes da Ordem e do Caos também moldam deuses e mundos.

Deuses do bem curam as pessoas, ao tempo em que deuses do mal ganham poderes quando seus seguidores causam sofrimento aos outros seres. Os planos da ordem e do caos se fortalecem conforme seus respectivos agentes (deuses incluídos) alteram a realidade.

O resultado desse constante atrito de forças é que pessoas, deuses, alguns lugares e mesmo alguns planos são de maior influência dos senhores do Caos e Ordem, ou mesmo da força bruta do Bem e do Mal.

“Bem” implica altruísmo, respeito pela vida e consideração pela dignidade de seres sensíveis. Personagens bondosos fazem sacrifícios pessoais para ajudar os outros em maior ou menor grau. “Mal” implica ferir, oprimir e matar os outros. Algumas criaturas más simplesmente não têm compaixão alguma pelos outros e matam sem escrúpulos se fazê-lo for conveniente. Outros ativamente buscam o mal, matando por esporte ou por dever para com alguma divindade ou mestre mau. Pessoas que são neutras quanto a bem e mal têm escrúpulos em matar inocentes mas não têm o compromisso de fazer sacrifícios para proteger ou ajudar os outros.

“Lei” implica honra, confiabilidade e obediência a autoridade. Por outro lado, pode incluir mentalidade fechada, aderência reacionária à tradição e falta de adaptabilidade. “Caos” implica liberdade, adaptabilidade e flexibilidade. Por outro lado, caos pode incluir imprudência, ressentimento para com autoridade legítima, ações arbitrárias e irresponsabilidade. Pessoas que são neutras quanto a lei e caos possuem um respeito normal por autoridade e não sentem compulsão nem a obedecer nem a rebelar-se. São honestas, mas podem ser tentadas a mentir ou enganar outros.

Em termos de jogo, isso é definido pelo Alinhamento ético (Ordem x Caos) e Tendência moral (Bem x Mal). Considerando que tudo caminha entre esses 2 extremos, e ainda pela neutralidade das regiões intermediárias, o alinhamento do personagem pode ser sempre classificado em 9 itens:

Continuar lendo

O Ressurgimento do Eterno – Crônicas de Tarak – parte I

O Ressurgimento do Eterno – Crônicas de Tarak – parte 1

Nossas sessões de jogo, relatadas pelos jogadores, romanceadas na visão de seus personagens.

Eu gosto da primavera. Estamos a algumas semanas do festival de Greengrass e, apesar de não poder participar das festas, gosto de ver um pouco da alegria do povo. Por alguns dias eles se esquecem da opressão de suas rotinas diárias e se entregam à alegria das praças decoradas e das festas de sacrifício para as colheitas.

Eles se esquecem, mas eu não. As desventuras da vida me fizeram escolher outro caminho. E o caminho que preciso trilhar traz a justiça da sua forma mais suja e mais necessária! Continuar lendo

Ferramentas para D&D 4.0

A WOTC lançou um software para criação de personagem e impressão de fichas e cards, o CHARACTER BUILDER. De muito auxílio para jogadores e mestres que não querem calcular todos os valores manualmente, ou mesmo não querem, por inexperiência, criar um personagem com as regras erradas ou com poderes impossíveis.

Achamos na net um link 4shared para download do aplicativo.

Continuar lendo